Os liberais

Alguns liberais famosos: Mises, Hayek, Smith, Kant, Popper e Llosa. (montagem nossa a partir de imagens retiradas da Wikipédia).

Quem foram os maiores inimigos da realeza e da Igreja, no tempo em que alguns homens (e também algumas mulheres) lutavam pela separação de poderes? Quem foram os inimigos dos absolutistas apoiantes do reacionário D. Miguel, em Portugal? Quem foram os principais adversários dos revolucionários franceses adeptos das transformações radicais e violentas? Quem foram os representantes e símbolo da burguesia mercantil que Marx tanto detestava? Quem uniu, na Alemanha, socialistas, conservadores e nacionalistas num ódio-comum que viria a culminar na criação do Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores, mais conhecido por Partido Nazi (Partido Nazista, para os amigos brasileiros)? Quem era o alvo a abater pelo Partido Nacional Fascista, de Mussolini, em Itália? Quais são os regimes que o assassino Putin abomina e procura armadilhar? A resposta comum a todas estas perguntas é simples: os liberais.

E já agora, quem são, apesar de tão poucos ainda, os arqui-inimigos de Francisco Louçã, Ricardo Paes Mamede, João Teixeira Lopes e outros elementos das Esquerda e Direita sectárias, hoje, em Portugal? Sim, esses mesmos, os liberais.

Por estas e outras razões de peso, é nosso dever repudiar esses abomináveis adversários do progresso e do povo – os detestáveis liberais.

**************************************************