Açores, São Miguel

Uma belíssima embarcação oriunda das Bermudas e estacionada na marina de Ponta Delgada fez-me pensar na localização dos Açores, bem no centro do Atlântico, quase no meio-caminho entre a Europa e a América.

IMG_3197Pedacinhos de terra perdidos na imensidão do oceano. Pedacinhos que, vistos de dentro, são mundos inteiros de beleza e diversidade: um desses mundos é a ilha de São Miguel.

IMG_3993Verde em terra, azul no mar, areia negra que a espuma branca das ondas cobre e descobre, céu azul ou cinzento, consoante o local da ilha em que nos encontremos – em São Miguel, cinco quilómetros, apenas, podem separar um dia luminoso de um outro cinzento e obscuro.

IMG_3627As águas são virtuosas, tanto em terra quanto no mar. Quentes ou tépidas, elas teimam em aquecer o corpo, literalmente, em todos os sentidos.

Sentidos que se abrem naturalmente, sem esforço, despertos e dilatados…

IMG_3948Na ilha vulcânica de São Miguel lagoas se formaram em velhas crateras, formando espelhos de água de rara beleza: Furnas, Sete Cidades, Fogo.

IMG_3348A gastronomia está de acordo com o local: simples, natural, viva: o peixe é fresquíssimo, com destaque para os “chicharros”, carapaus pequenos, que aqui se comem, em geral, fritos ou cozidos (alimados). Os mariscos tradicionais são as lapas e os cavacos. O cozido das Furnas, embora sem tradição antiga, é bom, ficando a carne tenrinha pelo cozinhar lento. Pena não incluir farinheira… A cerveja Especial é excelente e a água potável que brota e corre é variada e medicinal.

IMG_4051Mas o estômago quase que é esquecido em São Miguel… Aqui come-se e bebe-se o ar que se respira!

E o tempo é, sobretudo, de contemplar, não de comer!

Assim é São Miguel.