As minhas dez praias mais belas do mundo

Cada vez mais publicações de viagens se juntam às já muitas que listam, classificam e ordenam todo o tipo de coisas. Praias é uma das mais comuns. Claro que as classificações são sempre muito, mas mesmo muito, subjetivas. Para prová-lo, decidimos também elaborar a nossa lista. Sem ranking, porque todas a praias aqui apresentadas são bonitas, cada uma à sua maneira, não sendo possível, pelo menos para nós, estabelecer uma hierarquia, pelo que a ordenação é arbitrária. Tratam-se apenas de praias que nos marcaram, praias inesquecíveis. Quem ama viajar sabe que as viagens se prolongam no tempo através das recordações que guardamos. O nosso cérebro tem ainda a capacidade de juntar pedacinhos dessas recordações e de várias viagens fazer uma só. “As minhas dez praias mais belas do mundo”, num ano em que não podemos realizar fisicamente nem sequer uma grande viagem, são, portanto, um pretexto para fazer, através da memória, o que mais gostamos: viajar.

1- Sancho

Praia do Sancho, Fernando de Noronha, Brasil.

Situada na costa norte da ilha principal do arquipélago Fernando de Noronha, é uma praia de águas claras, límpidas, com uma temperatura do mar extremamente agradável, diferente da “sopa” da maioria das praias do Nordeste brasileiro, mas, ainda assim, muito longe de ser fria. Cercada por altas escarpas, o acesso só é possível por mar ou por uma passagem escavada na rocha, onde cravaram uma escada de ferro que desce, na vertical, até à praia. Este acesso difícil torna-a ainda mais exclusiva. Nós tivemos oportunidade de visitar a praia do Sancho por terra e por mar, descendo e subindo a escada de ferro (só passa uma pessoa de cada vez) e alugando um barco, que fundeou na pequena baía, enquanto fazíamos snorkeling e nos deslumbrávamos com uma multidão de peixes coloridos sob os nossos olhos encantados. Convém dizer que o arquipélago Fernando de Noronha é um paraíso, mesmo para os mais exigentes amantes do mergulho.

2- Ponta Ruiva

Praia da Ponta Ruiva, Costa Vicentina, Portugal.

Portugal tem praias fantásticas, mormente na região onde vivemos o Algarve. Todas a praias das ilhas-barreira da Ria Formosa, no Sotavento, são belíssimas (Cacela, Ilha de Tavira, Terra Estreita, Barril, Homem Nu, Fuzeta, Ilha Deserta, etc.), bem como tantas outras no Barlavento (Garrão, Olhos d’Água, Marinha, Benagil, Carvalho, Ferragudo, Ponta da Piedade, etc.) ou, mais para norte, as muitas que podemos destacar entre Algarve e Minho, e que poderíamos considerar como “a mais bonita”. De facto, a costa ocidental também abrange o Algarve, e é aí que encontramos as praias algarvias menos frequentadas, diferentes, mas igualmente belas. Uma dessas praias, no concelho de Vila do Bispo, não tem qualquer infraestrutura ou apoio, a não ser uma estrada de terra batida, nem nenhuma indicação em qualquer ponto que nos permita localizá-la. A única forma de lá chegar, sem ser por acaso, é perguntando ou conhecendo o caminho. No entanto, mesmo sabendo que o carro vai levar um banho de pó, vale a pena. A Ponta Ruiva está rodeada por falésias de xisto negro e estende-se por uns 500 metros de areal. Pouco frequentada, mesmo no pico de Verão (a maioria das poucas pessoas são estrangeiros e surfistas), permite uma ligação mais forte ao ambiente circundante. A água é cristalina e fresca, por vezes deliciosa, e a praia é simplesmente linda.

3- Anse Soleil

Anse Soleil, Mahé, Seychelles.

Nas Seychelles, como não podia deixar de ser, encontram-se algumas das praias mais belas do Oceano Índico e do mundo. Esta fica na ilha principal, Mahé, onde a praia mais badalada é, sem dúvida, Beau Vallon. Mas Anse Soleil é incomparavelmente mais charmosa. A areia finíssima e clara parece pó-de-talco. A água tem aquela coloração típica dos trópicos, imaculada por não ter nenhum rio que a corrompa por perto, com uma temperatura perfeita, entre os 23-24 graus. Uma casinha e um pequeno bar de madeira entre a profusa vegetação tornam-a ainda mais acolhedora, apesar de não a tornarem menos natural. Chegámos a esta praia de manhã bem cedo, quando ainda não havia ninguém. Durante duas horas, antes que o sol mordesse, desfrutámos dos encantos de uma das mais belas praias do mundo, a bela Anse Soleil.

4- Cala Goloritzè

Cala Goloritzè, Sardenha, Itália.

Quando chegámos à Sardenha ficámos surpreendidos com a beleza da ilha. Enorme, a Sardenha é diversificada, com montanhas, praias e uma rica gastronomia. A praia Cala Goloritzè fica na costa leste, integrada no Parque Nacional Gennargentu, e é banhada pelo Mar Tirreno. Trata-se de uma praia pequenina, de difícil acesso, com águas de um azul-turquesa, quase surreal. Dado que as embarcações de recreio não podem chegar junto da praia, a única maneira de atingi-la é fazendo um percurso de hora e meia, a pé, mais umas duas horas para voltar. Para a praia é quase sempre a descer, mas a volta, quase sempre a subir, demora mais tempo e custa mais. Mas, mais uma vez, vale a pena. Em Cala Goloritzè sentimo-nos longe de todos os problemas do mundo.

5- Le Morne

Praia Le Morne, Maurícias.

É a melhor praia da Maurícia, situada no extremo sudoeste da ilha, sob o Monte Le Morne Brabant. Trata-se de uma praia pública, bastante frequentada pelos locais, mas também por turistas. As suas águas cálidas e calmas, e o ambiente morno convidam ao langor e ao esquecimento. Podemos perder a noção do tempo e ficar até o sol se pôr e mais além. Foi isso mesmo que fizemos, não apenas nós mas também alguns outros que fruíam daquele fim de dia, sem quebra abrupta de temperatura, mesmo quando o último raio de sol caiu no horizonte, observando os cambiantes do fogo refletido pela abóbada celeste. Le Morne é uma praia inesquecível.

6- Salines les Bains

Saline les Bains, Ilha de Reunião, França.

Não longe das Maurícias, a uns 200 quilómetros, e ainda no arquipélago de Mascarenhas, descoberto pelos portugueses, fica a ilha de Reunião, uma região de França. E na ilha de Reunião, bem maior e mais diversificada do que as Maurícias, encontra-se uma praia de sonho chamada Salines les Bains. Situada na costa oeste e protegida por uma barreira de recifes, a praia é calma, com mar tranquilo e muitas árvores que nos protegem nas horas de maior calor. A temperatura do mar é menos quente que nas Maurícias e está dentro daquele padrão excelente, entre os 23-24 graus. A areia é branca, salpicada de folhas e raminhos que caem das árvores. Visualmente a praia é muito bonita, destacando-se os azuis do mar e do céu, os verdes da vegetação e os brancos do areal.

7- Seven Miles

Seven Miles Beach, Ilhas Caimão.

Bem perto da capital das Ilhas Caimão, George Town, fica uma praia que faz lembrar Miami Beach, mas que é muito mais bonita e acolhedora. De facto, tal como Miami Beach, também esta praia sofre a influência do clima das Caraíbas e também ela tem uma orla de hotéis prontos a receber os turistas, sobretudo americanos, só que numa escala muito menor. Isso torna esta extensa praia de areia macia e branca extremamente agradável. Mais uma vez, a água do mar tem uma temperatura ótima, além de possuir, como não podia deixar de ser, aquela cor tão característica do Caribe. Pelicanos, iguanas, tartarugas, entre outros, convivem na praia com os humanos, habituados à sua presença.

8- Galápagos

Praia Galápagos, Ilha de Santa Cruz, Equador.

A praia Galápagos (não confundir com praia dos Galapos, que fica em Setúbal e também é linda) fica no sudoeste da Ilha de Santa Cruz, perto da capital, Porto Ayora, praticamente em cima da linha do Equador, no arquipélago das Galápagos, cujo nome oficial é arquipélago de Colón. As praias neste arquipélago são bastante diferentes das praias que vimos até agora, porque existe uma limitação quanto ao número de pessoas que vivem nas Galápagos e quanto aos visitantes. Por isso, é normal ver-se uma panóplia de animais, desde lobos marinhos e tartarugas, até iguanas marinhas e uma miríade de aves diversas, com grande destaque para o atobá de patas azuis, um símbolo destas ilhas do Pacífico. A praia Galápagos está dentro da Baía Tortuga e possui águas calmas e frescas (devido à corrente fria de Humboldt), mas não demasiado frias. Dentro do Parque Nacional das Galápagos, é uma praia preservada, sem grandes estruturas ou aglomerados, mas muito, muito bonita.

9- Patacho

Praia do Patacho, Alagoas, Brasil.

Entalada entre uma densa mata de coqueiros e o mar, esta praia é das visualmente mais bonitas do Brasil. Ainda por cima é uma praia pouco conhecida e pouco frequentada, pois está um pouco longe da capital de Alagoas, Maceió. As praias deste estado são das melhores do Brasil, sobretudo pela coloração das águas, mais turquesas no Verão, devido às correntes e ventos favoráveis. A melhor altura para visitar o Patacho é ao nascer-do-sol, quando o calor não aperta tanto e o banho de mar é realmente refrescante. Depois, quando o sol sobe, o melhor é procurar uma sombra. Não devemos esquecer-nos de que a água aqui é quente e o sol escaldante. Assim, o melhor é sempre visitar esta praia, situada entre Porto de Pedras e Tatuamunha, quando o sol está baixo, para se poder desfrutar na plenitude de todos os atributos que este local deslumbrante tem para nos oferecer.

10- Porto Pim

Praia de Porto Pim, Ilha do Faial, Portugal.

Porto Pim é uma praia abrigada junto à capital da Ilha do Faial, a cidade da Horta, nos Açores. Mais parece um lago ou uma piscina, mas é mesmo uma belíssima praia oceânica. Imortalizada pelo romance de Vitorino Nemésio, “Mau Tempo no Canal”, esta pequena, pacata e mimosa praia é um dos recantos mais belos e pitorescos não apenas dos Açores, mas também de Portugal e do mundo. Situada numa pequena enseada em ferradura, bastante diferente de todas as outras aqui apresentadas, Porto Pim é uma praia que prima pela originalidade, por ser um apêndice magnífico colocado por Deus no Faial para o apreciarmos com todos e em todos os sentidos.

**************************************************